SPACE PortugalTornar-se [email protected]

Terapia Assistida por Psilocibina em dose única na perturbação depressiva major: um ensaio clínico randomizado, duplo-cego, controlado por placebo

PsilocibinaEnsaio Clínico

28 de dezembro de 2022, The Lancet

Autores: Robin von Rotz, Eva M. Schindowski, Johannes Jungwirth, Anna Schuldt, Nathalie M. Rieser, Katharina Zahoranszky, Erich Seifritz, Albina Nowak, Peter Nowak, Lutz Jäncke, Katrin H. Preller, Franz X. Vollenweider

A psilocibina tem vindo a ser investigada como um novo tratamento de ação rápida para a depressão. Foi demonstrado que duas doses consecutivas diminuem acentuadamente a gravidade dos sintomas em ensaios open-label ou quando comparado a um grupo de lista-de-espera. Até ao momento, nenhum outro estudo comparou uma dose única e moderada de psilocibina a uma condição de placebo.

Métodos: Neste ensaio clínico randomizado duplo-cego, 52 participantes diagnosticados com perturbação depressiva major e sem perturbações orgânicas de relevo foram alocados para receber uma dose única moderada (0,215 mg/kg de peso corporal) de psilocibina ou placebo em conjunto com apoio psicológico. Os scores MADRS e BDI foram avaliados para estimar a gravidade da depressão, enquanto as mudanças desde o início até 14 dias após a intervenção foram definidas como outcomes primários. O ensaio ocorreu entre 11 de abril de 2019 e 12 de outubro de 2021 num hospital universitário psiquiátrico em Zurique, Suíça e foi registado em Clinicaltrials.gov (NCT03715127).

Resultados: O grupo de psilocibina mostrou uma diminuição absoluta na gravidade dos sintomas de -13,0 pontos em comparação com a baseline e foram significativamente maiores do que aqueles no grupo placebo (IC de 95% -15,0 a -1,3; Cohens' d = 0,97; P = 0,0011; MADRS) e −13,2 pontos (IC 95%; −13,4 a −1,3; d de Cohens = 0,67; P = 0,019; BDI) 14 dias após a intervenção. 14/26 (54%) participantes preencheram os critérios de remissão MADRS no grupo de psilocibina.

Interpretação: Estes resultados sugerem que uma dose única e moderada de psilocibina reduz significativamente os sintomas depressivos em comparação com uma condição de placebo por pelo menos duas semanas. Nenhum evento adverso grave foi registado. Ensaios maiores e multicêntricos com períodos de acompanhamento mais longos serão necessários para obter novas informações a uma otimização adicional deste novo paradigma de tratamento.




Artigos relacionados

Ver todos os artigos