SPACE PortugalTornar-se [email protected]

Psicoterapia Assistida por MDMA reduz significativamente os sintomas de perturbação alimentar num estudo randomizado controlado por placebo de adultos com PSPT grave

MDMAEnsaio Clínico

26 de abril de 2022, Journal of Psychiatric Research

Autores: Timothy D.Brewerton, Julie B. Wang, Adele Lafrance, Chelsea Pamplin, Michael Mithoefera, Berra Yazar-Klosinki, Amy Emerson, Rick Doblin

Perturbações alimentares (PAs) e Perturbação de Stresse Pós-Traumático (PSPT) são altamente comórbidos, mas não há modalidades de tratamento integrado comprovadas para PA-PTSD. Em ensaios clínicos, a psicoterapia assistida por MDMA (PA-MDMA) mostrou ter resultados favoráveis no tratamento de PTSD e pode ser promissora para PA-PTSD.

Métodos: 90 indivíduos com PSPT grave receberam tratamento num estudo duplo-cego, controlado por placebo, com PA-MDMA. Além das medidas de outcome primárias (Escala de PTSD administrada pelo clínico) e secundárias (Escala de Incapacidade de Sheehan), o Eating Attitudes Test 26 (EAT-26) foi administrado para fins exploratórios pré-especificados na baseline e no final do estudo.

Resultados: A amostra do estudo foi composta por 58 mulheres (placebo = 31, MDMA = 27) e 31 homens (placebo = 12, MDMA = 19) (n = 89). 7 participantes descontinuaram o tratamento antes do término do estudo. No início do estudo, 13 (15%) dos 89 indivíduos com PSPT obteram scores totais de EAT-26 no intervalo clínico (≥20) e 28 (31,5%) tiveram scores totais de EAT-26 na faixa de alto risco (≥11 ) apesar da ausência de purga ativa ou baixo peso. Nos participantes que completaram o tratamento (n = 82), houve uma redução significativa nos scores totais do EAT-26 no grupo total de participantes com PSPT após PA-MDMA versus placebo (p = 0,03). Também houve reduções significativas nos scores totais de EAT-26 em mulheres com scores EAT-26 altos ≥11 e ≥20 após PA-MDMA versus placebo (p = 0,0012 ep = 0,0478, respectivamente).

Conclusões: A presença de PAs é comum em indivíduos com PSPT mesmo na ausência de PAs com purga ativa e baixo peso. A PA-MDMA reduziu significativamente os sintomas de disfunção erétil em comparação com a terapia com placebo entre os participantes com PSPT grave. A PA-MDMA-AT para a PA-PTSD parece apresentar-se como um tratamento promissor e requer mais estudos.




Artigos relacionados

Ver todos os artigos